Prêmio Peteca 2019 bate recorde de inscrições

“Poesia” foi a categoria que reuniu maior volume de produções, com 217 trabalhos

O Prêmio Peteca registrou recorde no número de trabalhos inscritos na etapa estadual, em 2019. Ao todo, foram 864 produções de 102 municípios cearenses, o que representa aumento superior a 89% nos últimos dois anos. “Poesia” foi a categoria que recebeu maior quantidade de produções, com 217 trabalhos, seguida por “conto” (184) “desenho” (182), “música” (127), “curta-metragem” (85) e “esquete teatral” (69). O objetivo é estimular a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho precoce.

 

Primeiros lugares dos grupos 1 e 2 vão representar o Ceará na etapa nacional do Prêmio (MPT na Escola)
Primeiros lugares dos grupos 1 e 2 vão representar o Ceará na etapa nacional do Prêmio (MPT na Escola)

 

A premiação é dividida em etapas: municipal, estadual e nacional. No Ceará, os participantes são distribuídos em três grupos, de acordo com ano do Ensino Fundamental em que estão matriculados: 1) alunos de 4º e 5º anos; 2) 6º e 7º anos e 3) 8º e 9º anos. “Trabalho infantil” é o tema abordado pelos estudantes do grupo 1. Já os alunos do grupo 2 apresentam produções culturais sobre profissionalização do adolescente/ aprendizagem profissional. No grupo 3, a escolha é livre entre os dois temas.

“A definição dos vencedores em cada categoria ficará a cargo de comissões julgadoras instituídas pelo Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT-CE)”, detalha o idealizador do projeto e vice-procurador-chefe no MPT-CE Antonio de Oliveira Lima. Os primeiros lugares dos grupos 1 e 2 serão inscritos na etapa nacional (Prêmio MPT na Escola) até o dia 13 de setembro. Já no dia 20, será a vez dos finalistas na categoria “esquete teatral” (presente apenas na fase estadual) contracenarem no palco do Cuca Mondubim.

Sobre o Peteca

Criado pelo MPT-CE em 2008, o Programa Nacional contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca) hoje mobiliza mais de 354 mil estudantes e quase 32 mil profissionais de ensino, no Ceará. Entre 2009 e 2015, o estado reduziu em mais de 70% os casos de trabalho precoce, segundo o IBGE. Foi a maior redução registrada no país, no período. Para expandir o projeto em nível nacional foi criado, em 2009, o programa MPT na Escola.

O Prêmio é o reconhecimento às melhores produções artísticas dos alunos, bem como à dedicação dos profissionais de ensino envolvidos na rede de proteção à infância. Em 2018, o Peteca foi o 1º colocado do Prêmio CNMP, entre boas práticas executadas em todo país na categoria “indução de políticas públicas”.

Assessoria de Comunicação MPT-CE
(85) 3878-8356 | 8357

ascom.mptce@gmail.com
www.prt7.mpt.mp.br

Imprimir